SINDSAÚDE


Secretário anuncia construção de 12 novas unidades de saúde

05/05/2013 12:20

Railton Teixeira

Alagoas24horas
João Marcelo Lira, secretário de Saúde
João Marcelo Lira, secretário de Saúde

O secretário municipal de Saúde, João Marcelo Lira, aproveitou o evento da assinatura da ordem de serviço no bairro da Cruz das Almas para anunciar a reforma de todas as unidades de saúde da capital alagoana. Na manhã desta segunda-feira, 22, João Marcelo ainda reforçou que as condições como pegou a pasta municipal não foram das melhores.

 

Segundo Lira, 16 unidades municipais de saúde – que são alugadas ao município – serão desativadas, sob a alegação de que não podem ser investidos recursos públicos em patrimônio particular.

 

“Serão construídas 12 novas unidades para alocar essas unidades, já as que restam será feito um estudo técnico para ver como e onde serão alocadas”, destacou. Ainda segundo ele, durante o período de construção – que levará aproximadamente 12 meses – as 16 unidades de saúde alugadas passarão por reformas básicas na parte hidráulica e elétrica.

 

A SMS não tem prazo para o início das obras, mas o secretário destacou que serão iniciadas a partir do segundo semestre. Já em relação à construção das unidades, Lira enfatizou que os processos já estão prontos e que faltam apenas a aquisiçãodos terrenos. “A exemplo das UPAs, mas depois que arrumarmos os terrenos o processo foi agilizado”, exemplificou.

 

Para o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), as 70 unidades de saúde pertencentes ao município precisam de reformas urgentes. “Pretendemos e vamos fazer essas reformas, uma vez que até o final do ano queremos prestar um excelente serviço de saúde à população”, enfatizou.

 

Palmeira defendeu ainda – durante a ordem de assinatura – que tudo na saúde precisa ser refeito e que algumas medidas já podem ser acompanhadas pela população.

 

Lira enfatizou ainda que o problema da saúde no município melhorará significativamente após a conclusão da reforma do Posto de Atendimento Médico Salgadinho e com a construção do PAM em Bebedouro, que segundo ele, já está em estudos técnicos.

 

“Pegamos o PAM Salgadinho em risco iminente de incêndio e com apenas 15% da capacidade de atendimento. Acreditamos que vamos desafogar quando disponibilizarmos 100% do atendimento e com o novo PAM de Bebedouro que será anunciado em breve”, concluiu.

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!